Mercado hoteleiro: O que é e como se divide a Segmentação Hoteleira

A segmentação hoteleira surgiu com o objetivo de atender às diversas necessidades do mercado hoteleiro, oferecendo desde hospedagens supereconômicas, com instalações e serviços básicos, até aquelas de altíssimo padrão, que combinam luxo e sofisticação.

A partir daí, as grandes redes hoteleiras passaram a classificar os flats e condo-hotéis de acordo com o segmento ao qual as suas bandeiras pertencem. Cada bandeira hoteleira atende um público específico, para o qual direciona a sua estrutura física e as suas opções de serviço, definindo o valor das suas diárias.

Essa categorização proporciona benefícios para ambos os lados. No caso das redes hoteleiras, a administração conta com a padronização dos serviços e das mobílias adequadas ao segmento a que o empreendimento se destina. Já para o cliente/hóspede, a principal vantagem está em saber o que ele irá encontrar na ocasião da hospedagem, tanto em relação a instalações e conforto quanto em relação ao atendimento e aos serviços prestados.

mercado hoteleiro

Atualmente, as bandeiras hoteleiras estão agrupadas em quatro segmentos principais: budget/supereconômico, economy/econômico, midscale/upscale e upper scale.

Em geral, nas bandeiras econômicas e supereconômicas é oferecido o melhor custo-benefício para o cliente que busca por instalação e serviços básicos, além de um bom atendimento. Nas categorias midscale/upscale estão os hotéis que proporcionam um pouco mais de conforto e requinte nesses quesitos, sendo que o segmento upper scale contempla os chamados “hotéis de luxo”, com serviços diferenciados e amplas instalações.

No próximo artigo, confira um pouco mais sobre as características de cada um desses segmentos e quais as suas principais bandeiras hoteleiras, principalmente aquelas que atuam em São Paulo, a capital de negócios da América Latina.

Deixar uma resposta